Qualidade dos conteúdos em ciberjornalismo: análise dos valores por meio de aplicação de testes de medição

De Rede JorTec
Ir para: navegação, pesquisa

O projeto de pesquisa proposto se encontra em processo de aplicação de teste do Protocolo de Qualidade em grupos de brasileiros. Serão aplicados testes de avaliação da qualidade dos conteúdos em ciberjornalismo e dois grupos: um grupo de estudantes de jornalismo e um grupo de servidores administrativos da UFMS. Além desse processo, será realizada a tabulação dos dados resultados da aplicação do teste do Protocolo com os estudantes de comunicação (Comunicação Audiovisual) da Faculdade de Ciências da Comunicação da Universidade Autonoma de Barcelona (UAB). Em Barcelona, na UAB, foram realizados três fases dos testes de avaliação: o primeiro com um grupo de pesquisadores do Laboratório de Análise Instrumental da Comunicação (LAICOM), que conhecem a metodologia de trabalho do Protocolo de Qualidade, entre pesquisadores espanhóis e brasileiros. Para este grupo, foram usadas todos os cibermeios, objetos de estudo, ou seja, os cibermos El País e La Vanguardia da Espanha e G1 e Folha de S.Paulo do Brasil.

No desenvolvimento metodológico da pesquisa, a análise dos resultados, além de expressar qual é o grau de coerência, confiabilidade e validez global dos dados obtidos, acrescenta informações quantitativas sobre 1) a presença de valores (medição da percepção global de valores); 2) carga de valor (medição da diversidade de valores percebida); 3) intensidade de valores (medição da força com que é percebido o conjunto de valores); 4) valores dominantes (análises quantitativa descritiva dos valores percebidos) e 5) clusters (análises da congregação de valores em função de suas respectivas correlações com as características sócio-demográficas dos receptores). Assim, foram e serão realizadas pesquisas de campo, por meio de questionários dirigidos e abertos aos receptores, produtores e empresários do ciberjornalismo. Por fim, conforme os testes de validação do protocolo realizados com expertos da UAB se definirá um protocolo para coordenar todo o desenvolvimento dos testes de avaliação de valores com o objetivo de garantir sistematicamente a consistência, confiabilidade e validade dos dados obtidos.

A relação de valores usados para a aplicação do Protocolo de Qualidade nos testes realizados em Barcelona e, posteriormente, no Brasil se compõe o conjunto resultado dos estudos dos documentos de referência apresentados e se organizam no Glossário de Valores: Amizade, Bem estar, Cooperação, Cultura, Deveres, Democracia, Direitos, Dignidade, Educação, Equidade, Esforço, Família, Identidade, Igualdade, Independência, Intimidade, Justiça, Liberdade, Moral/Honra, Ordem, Paz, Pluralismo, Progresso, Respeito, Responsabilidade, Saúde.

Controle de qualidade no ciberjornalismo

A aplicação de um Protocolo de Controle de Qualidade não pode ser interpretada como uma forma de constrangimento ao desenvolvimento da forma e do conteúdo em ciberjornalismo, mas como uma metodologia que objetiva qualificar a produção em ciberjornalismo, implícito as condições estruturais (forma e tecnologia) e o conteúdo (eficácia da mensagem). Como salienta Rodriguez Bravo (2008, 1) estruturar “una herramienta de medición para mejorar la eficácia de los procesos comunicativos”. Este controle de qualidade busca equacionar “los problemas de comunicación desde la perspectiva de la eficácia, es decir, tomando como objetivo último la mejora de la comprensión de los contenidos, menor esfuerzo de transmisión, etc (Rodriguez Bravo 2008, 2). O controle de qualidade proposto leva em consideração que “el ser humano es perfectamente capaz de percibir la complejidad ou simplicidade de una imagem, de un texto, de un sonido o de un cartel publicitário. Y seria, además, perfectamente capaz de ordenar esta complejidad de mayor a menor, o vice versa” (Rodriguez Bravo 2008, 9). Este autor considera ainda que “es certo que la teoria matemática de la comunicación desarrollada por C. E. Shanon nos permite medir la “cantidad de información” de cualquier material comunicativo ... aclarando que el problema fundamental de la tecnología es reproducir en un lugar concreto, exacta o aproximadamente, el mensaje generado en otro lugar”. O objeto de estudo deve definir “un sistema de unidades de significación que deberá tomar como ponto de partida la diferencia esencial entre el reconocimiento de una forma (visual, auditivo, táctil, olfativo, etc, y la asignación de algún tipo de valor significante a esta misma forma”.

Outros trabalhos relatam a preocupação pela qualidade no jornalismo e consideram, fundamentalmente, o conteúdo como parâmetro de avaliação e de medição da eficácia comunicativa. Guerra (2008, 1) vai buscar nas teorias da administração os parâmetros, metodologias para analisar e avaliar os padrões de qualidade do produto jornalístico. O autor lembra que a atividade jornalística é uma organização e de tal forma pode ser comparada com qualquer outra empresa, se comparada às analises das teorias da administração e dos padrões de qualidade socialmente reconhecidos. Diz Guerra (2008, 1) que a “organização jornalística é, portanto, uma coletividade de profissionais de diversas áreas, mas predominantemente, de jornalismo, que se dedica à confecção de produtos e serviços de notícias”. E complemente que “toda organização visa um grupo potencial de clientes. No caso das organizações jornalísticas, uma audiência: o grupo real e potencial de pessoas interessadas nos seus produtos ... as especificações do produto precisam simultaneamente ser compatíveis com as expectativas da audiência e com as especificações do processo, pois só assim as organizações poderão efetivamente produzir um produto que pretendem e obter da audiência a atenção buscada” (Guerra 2008, 2). Guerra afirma que “esse é o desafio da qualidade”.

O tema da qualidade, apesar de incipiente e precário no campo do jornalismo, suscita reflexões em diferentes enfoques, a mais comum, como mencionado, trata da análise de conteúdo com a perspectiva, claramente definida no trabalho de Guerra, de atender as expectativas e as ansiedades do “consumidor”. Consumidor que pode ser entendido com o “leitor de notícias”, inserido, a partir das teorias do newsmaking, na categorização dos “valores-notícias”.

A presente pesquisa se justifica pela oportunidade de testar a metodologia do Protocolo para medição de “presença”, “carga” e “intensidade” de valores em conteúdos, neste caso, de ciberjornalismo desenvolvido pelo LABORATÓRIO DE ANALISE INSTRUMENTAL DA COMUNICAÇÃO (LAICOM) da Universidade Autónoma de Barcelona, por ocasião do Projeto de Cooperação Científica entre Espanha e Brasil para o desenvolvimento de um Protocolo de Controle de Qualidade dos conteúdos audiovisuais (QC)”. Há alguns anos em pesquisa sobre Ciberjornalismo, em especial sobre Ensino de Ciberjornalismo e Convergência na mídia jornalística, de acordo com o crescimento exponencial dos portais jornalísticos na internet (ciberjornais), também do crescimento do mercado profissional neste suporte de mídia e, principalmente, pela crescente audiência, entre os consumidores de notícias, da produção jornalística na internet, dado que o acesso à rede mundial de computadores se popularizou em todo mundo e de modo especial no Brasil, que conforme recentes dados estatísticos teve um crescimento de cerca de 30%, ademais com as demandas governamentais e as políticas de inclusão digital transformam o ciberjornalismo num segmento jornalístico com maior potencial de crescimento, seja no aspecto profissional, com ampliação da capacidade de contratação de profissionais, seja no aspecto das comunidades que buscam, a todo instante, o conhecimento da notícia, a informação dos fatos políticos, econômicos, sociais, religiosos e de entretenimento; essa situação e perspectiva transforma o ciberjornalismo num serviço de amplas possibilidades e potencialidades para garantir o acesso à informação e, em consequência, a consolidação democrática de um povo, de uma nação. Todos esses elementos, fatos, realidades caracterizam a importância do ciberjornalismo e demanda pela sua qualidade.

Objetivo:

Objetivos científicos:

1. Desenvolver em conjunto pela LAICOM (Espanha) e Laboratório de Ciberjornalismo (Brasil), protocolos de procedimento e infra-estruturas que permitam o controle de qualidade com base na avaliação empírica objetiva da presença e eficácia comunicativa de conteúdo com valores educativos, humanos e social, em qualquer tipo de cibermeio jornalístico.

2. Desenvolver conjuntamente um programa comum de pós-graduação entre UAB e FMS nas áreas de comunicação e jornalismo e, dentro deste quadro de formação, promover um programa específico de investigação orientada para treinamento de controle de metodologias científicas qualidade comunicativa.

3. Desenvolver e promover conjuntamente certificação de qualidade da comunicação, que podem ser aplicadas a qualquer tipo de produção em cibermeios jornalísticos, de modo que atue como uma mais-valia.

4. Transferir às empresas e organizações jornalísticas, assim como para iniciativas de produção jornalística baseadas em ONGs e comunitárias (de acordo com um acordo) conhecimento, modelos e estruturas organizacionais desenvolvidas para tornar possível a realização e a exploração sistemática de avaliações para o controle de conteúdos em cibermeios de qualidade.

5. Incentivar a responsabilidade social e corporativa nos cibermeios jornalísticos, a partir de propostas que são, por sua vez, de interesse social.

6. Desenvolver critérios e procedimentos comunicológicos experimentais para apoiar e incentivar a melhoria da qualidade de produções nos cibermeios jornalísticos.

Referência bibliográficas

CALVO, Santiago Tejedor. La Enseñanza del ciberperiodismo. Sevilla, Comunicación Social, 2007.

GUERRA, Josenildo Luiz. Avaliação de qualidade jornalística: desenvolvendo uma metodologia a partir da analise da cobertura sobre segurança publica. In: Anais do VI Encontro Nacional de Pesquisadores em Jornalismo. São Bernardo do Campo, SBPJor, 2008. Disponível em http://sbpjor.kamotini.kinghost.net/sbpjor/resumod.php?id=580. Acessado em 15 de julho de 2011.

GUERRA, Josenildo Luiz. Monitoramento de Cobertura e Produção Experimental Monitorada: Pesquisa aplicada voltada para a qualificação de produtos e processos jornalísticos. Pauta Geral. Volume 1, Nº 9, 2007. Florianópolis, Calandra, 2007. Pgs. 181-220. Disponível em http://www.editoracalandra.com.br/ojs_pautageral/ojs/viewarticle.php?id=10&layout=abstract. Acessado em 10 de julho de 2011.

MONTOYA, N. La influencia de la publicidad audiovisual en los niños. Estudios y métodos de investigación. Barcelona, Ed. Bosch, 2007.

MONTOYA, N. “Propuesta de un método de análisis de productos audiovisuales para usar en la escuela" en Comunicación. Universidad y Sociedad del conocimiento. Actas del IV Congreso Internacional. Publicaciones Univ. Pontificia de Salamanca. Salamanca, Universidade de Salamanca, 2006.

MONTOYA, N. RODRIGUEZ BRAVO, A. MAS, LL. GALLEGO, M.A, y CASTELLBLANQUE, M. “La evaluación de la calidad televisiva y su trascendencia social (El caso Español)”. Fórum Nacional de Professores de Jornalismo (FNPJ). XII Encontro Nacional de Professores de Jornalismo. VII Ciclo Nacional de Pesquisa em Ensino de Jornalismo. Belo Horizonte, FNPJ, 2009. http://www.fnpj.org.br/soac/ocs/viewpaper.php?id=494&print=1&cf=18. Acessadod em 2 de junho de 2011.

NOCI, Javier Díaz e PALACIOS, Marcos. Metodologia para o estudo dos Cibermeios. Estado da arte & perspectivas. Salvador, EDUFBA, 2008.

PALÁCIOS, Marcos e MACHADO, Elias. Modelos de jornalismo digital. Salvador, Calandra, 2003.

RODRÍGUEZ BRAVO, A. "Nuevas propuestas metodológicas en torno a la recepción y el control de audiencias". en Audiencias y medios de comunicación. JJ. Igartua y A. Badillo Eds. Ediciones Univ. de Salamanca. Salamanca (pp. 181-188). Salamanca, Universidade de Salamanca, 2003.

RODRÍGUEZ BRAVO, A. “Fundamentos para una teoría de la eficacia comunicativa”. INTERCOM. Anais do XXXI Congreso Basileiro de ciencias da Comunicaçao, ISBN: 978-85-88537-42-2. CDU 001.5:070 INTERCOM, UFRN, Natal, 2008.

RODRÍGUEZ BRAVO, Ángel. “Una nueva propuesta metodológica en torno al ritmo visual: aplicación del método de análisis instrumental al ritmo visual de una telenovela y un telefilme norteamericano”. Publicado en Anàlisi.nº 18. (pp. 87-107). Dep. de Periodismo y de Ciencias de la Comunicación. Univ Autónoma de Barcelona. Barcelona, UAB, 1995. ISSN: 0211-2175

RODRÍGUEZ BRAVO, Angel: “La investigación aplicada. una nueva perspectiva para los estudios de recepción.” En ANÀLISI. Nº 30, pp.17-36. Universidad Autónoma de Barcelona, Dto. de Periodismo y Ciencias de la Comunicación. Servicio de Publicaciones de la UAB, 2003. ISSN: 0211-2175

RODRIGUEZ BRAVO, ÁNGEL. “La implantación de un sistema iberoamericano de control de calidad para productos audiovisuales: propuestas metodológicas” INTERCOM. Anais do XXXII Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação, ISSN 2175-4683. Intercom, Curitiba, 2009.

RODRÍGUEZ, BRAVO, A. “La comunicacion de masas en el laboratorio. Nuevos métodos de contrastacion experimental”. Publicado en: Investigar la comunicación. Propuestas iberoamericanas. (pp.159-171) ed. Asociacion latinoamericana de investigadores de la comunicacion. Univ. de Guadalajara. Jalisco, México, 1994. ISBN: 968-895-577-9.

SALAVERRÍA, Ramón. Redacción periodística en internet. Pamplona, EUNSA, 2006.

SANCHEZ-TABERNERO, A. (2009): Calidad, rentabilidad y competencia en las empresas audiovisuales. en el Sitio Web de iCmedia, Federación de Asociaciones de Consumidores y Usuarios de los Medios,. http://www.icmedianet.org/wp/wp-content/uploads/2009/05/publicaciones-icmediai.pdf. Acessado em 03 de junho de 2011.

SOUSA, Jorge Pedro. Qualidade percebida de quarto jornais on-line brasileiros. Lisboa, BOCC, 2001. Em http://www.bocc.ubi.pt/pag/_texto.php?html2=sousa-jorge-pedro-qualidade-on-line.html. Acessado em 29 de maio de 2011.

Ferramentas pessoais
Espaços nominais

Variantes
Ações
Navegação
Ferramentas